18 de abril de 2017

Moça, você não é obrigada a ser feminista.

Oi gente, tudo bem com vocês? Espero que sim, peço novamente desculpas pela demora do post, eu acabo sempre adiando, mas vamos lá, hoje vou falar de algo que confunde bastante as pessoas, principalmente mulheres, a obrigatoriedade em ser feminista.
A obrigatoriedade em ser feminista não existe e nunca existiu, mas que mulheres que são “contra” o feminismo usam de argumento. Nós feministas não queremos obrigar ninguém a ser feminista, muito pelo contrário moça, você não é obrigada a ser feminista, e o feminismo existe justamente para você não ser mais obrigada a fazer ou ser algo que não queira.  Mas para um pouquinho e pense sobre o feminismo, o que você realmente sabe sobre ele?


Moça, você não é obrigada a ser feminista
Se você buscar sobre feminismo no google irá localizar vários artigos sobre a história, como começou e porquê, vou tentar explicar da maneira que conseguir, basicamente o “embrião” do movimento feminista começou na França, em meados de XIX, ele surgiu como uma consequência dos ideiais propostos pela Revolução Francesa, que tinham como seu lema “Igualdade, liberdade e fraternidade.” As mulheres queriam estar inseridas dentre as mudanças sociais que estas revoluções traziam, principalmente para se sentirem mais cidadãs em uma sociedade historicamente regida pelo patriarquismo. Porém, o movimento feminista só tomou força mais tarde, no século XX, quando mulheres começaram a questionar o poder social, político e econômico monopolizado pelos homens.
Agora vamos falar sobre as conquistas feministas dentre esses séculos em que o movimento feminista ganhou força, provavelmente você não sabe, mas a maioria dos direitos que você tem hoje em dia foram fruto de luta e suor de feministas, direitos que você mesmo, que critica, diz que é coisa de lésbica, de mulher que não se depila, você que diz que é coisa de vadia, os direitos que você usufrui foram conquistados por mulheres que assim como hoje, lutaram por uma sociedade mais justa e igualitária.  Abaixo citarei algumas das maiores conquistas do movimento feminista em toda sua história:

- Direito ao trabalho fora do lar. (Antigamente as mulheres eram proibidas de trabalhar, pois, segundo regras impostas pela sociedade, serviam para cuidar do lar e das crianças.)
- Direito ao voto. (Mulheres, por serem consideradas inferiores, eram impedidas de votar em qualquer tipo de eleição ou coisa parecida.)
- A participação nos esportes (direito concedido em 1924)
- Ao divórcio (antigamente mulheres divorciadas eram jogadas na sarjeta e intituladas como “separadas”, “putas” e “sem marido”, entre outros)
- O uso de calças (sim, mulheres em algum tempo nessa sociedade eram proibidas de usar calças, não me pergunte quando)
- A informação e educação (antigamente mulheres eram impedidas de estudar desde pequenas, pois os homens que deveriam aprender e formarem-se em profissões honrosas, enquanto as mulheres cuidavam da casa e dos filhos)
- Aproximação de salário ao dos homens (só aproximação mesmo, pois infelizmente no Brasil e na maioria dos países os homens continuam ganhando mais tendo a mesma carga horária de trabalho)
- Delegacias especiais (para casos de abuso, estupro ou agressão).

              É bastante coisa né? Sim, isso tudo foi conquistado por feministas, pelas mesmas mulheres que você critica, você critica as filhas delas, as netas e bisnetas delas, que continuam sua luta, continuam sua luta pelo direito de se vestirem como quiser, pelo direito de querer ou não ter filhos, pelo direito de poder sair na rua sem ser assediada ou estuprada, lutam contra agressões físicas e verbais, lutam contra a discriminação em ambiente de trabalho, elas lutam por você, por todas que não conseguem lutar ou não aceitam essa luta, negam suas raízes, negam que nasceram em uma sociedade em que ser feminista virou questão de sobrevivência.
O feminismo, como qualquer movimento, possui várias vertentes, algumas mais extremistas, outras nem tanto, não desmereça o movimento por fotos que você vê no facebook daquele seu amigo machistinha, não julgue por notícias falsas de mulher queimando sutiã, não julgue por uma ou duas coisas que você viu ou te falaram e você definiu o feminismo como isso, o feminismo não é isso mana, o feminismo é mais, o feminismo é tudo, ele é o seu modo de sobrevivência, é um movimento que vive para tentar evitar a sua morte, um movimento que sofre diariamente ataques, chacotas, piadas, inclusive de você, que deve estar lendo esse post agora, você ri de si mesma? Ri de suas antepassadas que tanto lutaram para que hoje você pudesse estudar? Trabalhar? O movimento feminista não mudou não mana, ele evoluiu, como qualquer coisa, mas ele não mudou, seus ideias permanecem os mesmos, a luta por direitos iguais, por direitos básicos como o de ir e vir, o de amamentar em público, o de usar a roupa que quiser ou de poder ir para a balada se divertir. Tudo bem você não concordar com algumas atitudes, eu também não concordo com tudo, mas hoje vejo que sem o feminismo eu sou menos, eu sou menos luta, eu sou menos mulher, eu sou menos eu, eu luto porque já lutaram por mim, eu luto porque eu não posso parar, eu não paro de lutar porque é o que eles querem que eu faça.

Fonte da imagem: Think Olga, sugiro uma visita ao site :)
Moça, você não é obrigada a ser feminista. 
Moça, você não é obrigada a ser feminista, mas de qualquer forma você é, está no seu sangue, nos direitos que você usufrui diariamente, em tudo o que você faz o feminismo está presente, não tenha medo dessa palavra, não tenha medo de julgamentos, você não precisar deixar de ser quem é para fazer parte da militância, basta apenas admitir que você é feminista SIM, como todas as mulheres um dia descobrirão, e serão acolhidas, não deixes que sejamos inimigas em uma sociedade que é a nossa maior inimiga, precisamos ser amigas, precisamos ser irmãs, porque assim como no ditado “adaptado”, uma mão segura a outra e assim seguiremos, juntas, segurando o máximo de mãos que conseguirmos, vivendo o máximo de tempo que pudermos.

Moça, você não é obrigada a ser feminista



Sei que o post ficou MEIO longo mas é bem importante que vocês leiam do inicio ao fim para melhor entendimento de tudo que falei, espero que tenha esclarecido algumas dúvidas em relação ao feminismo e desconstruindo alguns conceitos rasos sobre o movimento, se mesmo depois desse post você ainda se considera uma mulher não praticante do feminismo, está no seu direito, e espero que um dia enxergue o feminismo de verdade e os benefícios que ele traz a sua vida todo o dia.
Gostou do post? Não deixe de compartilhar, é importante algo desse gênero ter visibilidade para que mais mulheres leiam e entendam sobre. É muito importante também que você siga o blog, me incentiva muito a continuar escrevendo..
            
          Então é isso gente, até o próximo post, beijos 💓💓💓💓

20 comentários:

  1. Bom dia, a ideia principal do surgimento do feminismo foi perfeito, mas acho que nos dias de hoje banalizou demais e perdeu o foco, o alvo, ouso dizer até mesmo que não sou feminista, não do jeito que querem que eu seja, mas claro que sou sim à favor dos direitos iguais pra todos.
    Beijos! Blog Sara Menezes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Oiiii Sara, o feminismo ta aí justamente para você lutar por seus direitos dá maneira que quiser, não precisa sair pra rua ou concordar com tudo, apenas por lutar por um mundo mais igual e seguro para nossas filhas, netas e bisnetas, um mundo em que a culpa não seja dá vítima e que possamos sair na rua sem ser assediada, um mundo mais igual basicamente, e isso você pode fazer dá maneira que se sentir mais confortável. Beijos ❤❤❤

      Excluir
  2. Acho que o que acaba confundindo as pessoas hoje em dia são as diferentes ramificações que se criaram, e por isso essa relutância de muita gente para entrar no movimento, porq na verdade nem mesmo o compreendem.

    ResponderExcluir
  3. Olá! O assunto realmente me chamou atenção, dificilmente leio post sobre esse tema bastante polêmico por sinal é muito bom para um debate o que realmente falta é foco e lutar por direitos iguais sem julgamentos entre as próprias feminista, por mais post assim.

    Abraço e sucesso!
    www.pandapixels.com.br

    ResponderExcluir
  4. Super apoio esse movimento, ele é importante e foi através dele que conseguimos todos os direitos que temos... também não concordo com alguns atos, mas isso some quando olhamos só para o bem que isso faz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, também não concordo com absolutamente tudo, mas se vermos os benefícios que ele traz, as partes ruins não são nada.

      Excluir
  5. Adorei o post! Como você mesmo disse, ninguém é obrigada a ser feminista, mas vivemos isso todos os dias, correndo atrás do nosso espaço. Beijos :*
    By Amanda Santos | Facebook | Instagram

    ResponderExcluir
  6. Nós mulheres devemos sempre lutar pelos nossos direitos e pelo respeito que muita das vezes faltam, mas acho que hoje em dia as pessoas banalizam muito o feminismo, sendo que só queremos igualdade e respeito.
    Adorei o post.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Igualdade e respeito é o feminismo em si, algo além disso vai de cada um. Beijosss

      Excluir
  7. O feminismo esta dentro de cada uma de nós... mesmo que em formas diferentes de ser expressar, esta presente no dia a dia.! Acho que no fundo todas nós somos feministas.

    ResponderExcluir
  8. Oie!!

    Gostei do post, porque além de explicar, você fez toda uma retomada história.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  9. Oi Gabi! Gostei bastante do seu texto, do seu posicionamento e acho muito importante você debater as conquistas do feminismo. A única coisa que não ficou muito clara - para falar a verdade, achei um pouco desnecessária - é a questão do "você não é obrigada a ser feminista". Óbvio que ninguém é obrigada a militar e que o importante mesmo é ter os ideais feministas - como você mesma disse, todas as mulheres são feministas, basta admitir -, mas o problema dessa frase é meio que se alinhar ao discurso de que "eu não admito ser chamada de feminista porque feminismo é uma coisa RUIM, eu até concordo com as ideias de equidade, mas *esse movimento* de hoje em dia não me representa". Enfim, concordo com todo o texto e acho que cada uma tem direito a sua opinião, meu único ponto meeeeeeeeeesmo é que esse negócio de "não ser feminista" (concordando com os ideais de equidade do feminismo) enfraquece o movimento :( Tipo, pode correr o risco de alguém ler todo o seu texto - que é excelente, fala tudo! - e mesmo assim vier comentar "ai mas eu não sou feminista porque aquelas mulheres loucas andam mostrando os peitos e blablablabla". No mais, acho super importante esse espaço de debate e muuuuuuito legal você ter um blog dedicado ao feminismo <3

    Beijos, Vickawaii
    http://www.neverland.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendi sua lógica Victória, mas o título foi justamente para que chamasse mais pessoas para lerem e entenderem, beijos <3

      Excluir

Gostou do post? Não deixe de comentar o que achou, sua participação é muito importante para mim!
* Comentários ofensivos não serão aceitos, coloque educadamente o que não gostou no post que reavaliarei.
* É permitido colocar o link de seu blog no fim de todas as postagens, mas divulgação de trabalho não será aceito, como por exemplo, divulgação de trabalhos com midia kit, banners e etc.
No mais é isso, adoro responder comentários e interagir, comentem a vontade!